Relacionamento com
o Banco de Brasília

O Banco de Brasília (BRB) promoveu uma reorganização societária, com a participação da ANEABRB, em 17 de dezembro de 2021. Após as negociações, a Associação passou a deter 12% de participação no BRB, mantendo sua posição como maior acionista minoritária.

Composição societária do Banco de Brasília 2022

No processo, foram realizadas permutas de ações que ANEABRB detinha da BRB Card por ações do BRB, reforçando a participação no capital do banco e a manutenção de um assento no Conselho de Administração, na condição de maior acionista minoritário. A ANEABRB também conquistou a criação do cargo de Diretor de Benefícios e mais espaço nas decisões da saúde, passando a contar com uma vaga no Conselho Deliberativo da Saúde BRB. O acordo também possibilitou uma rotação das indicações para Diretor Superintendente da Saúde BRB e para Presidência do Conselho Deliberativo entre nomes indicados pelo BRB e pela ANEABRB e/ou AABR. 

Tudo isso permitiu que a ANEABRB se solidificasse, ampliando sua capacidade de investimento em benefícios a favor de seus associados. Ou seja, mais uma forma de contribuir com a sustentabilidade econômica e perenidade da associação.

Ao longo dos anos, ANEABRB cumpriu o papel de fomentar o esporte e a cultura por meio da AABR, o que é muito importante. É por meio dessa parceria que ANEABRB consegue fazer chegar ao associado esses benefícios.

Relacionamento
com a AABR

Apoiar atividades recreativas e culturais faz parte dos fins sociais da ANEABRB. Como a associação não possui estrutura física para esse objetivo, a parceria com a Associação Atlética Banco de Brasília (AABR) se firmou de forma natural.

Durante os últimos dez anos a parceria se fortaleceu, tornando a aproximação entre as duas associações ainda mais sólida. Dessa união de forças surgiu o projeto AABR Legal que permitiu o financiamento de ações para os associados da ANEABRB nas instalações da AABR, propiciando o investimento em cultura, assim como em atividades recreativas e sociais.

Nos mais de 40 anos da ANEABRB, a associação já apoiou diversos eventos sediados na AABR. Juntas, já promoveram ações de datas comemorativas como Aniversário do BRB, Dias das Mães, dos Pais, das Crianças, Carnaval, Festa Junina e Jogos ANEABRB, entre outros.

Afinal, ANEABRB e a AABR têm muito em comum. As duas associações possuem o mesmo conjunto de associados, não têm fins lucrativos (vedando a distribuição de lucros) e seus patrimônios pertencem aos empregados ativos e aposentados do BRB (sem constituir direito individual).

Diante de tantas similaridades, durante a última reorganização societária a ANEABRB, nessa empreitada, convidou a AABR e a Saúde BRB para formação de um conjunto de associações dos empregados e aposentados do BRB. A união de forças permitiu criar garantias e sinergias para sustentabilidade e perenidade do plano de saúde, proporcionando mais um longo período de tranquilidade para os associados

 

Relacionamento
com a Regius

A REGIUS Sociedade Civil de Previdência Privada foi instituída pelo Banco de Brasília (BRB), em 1985, com o objetivo de garantir qualidade de vida aos funcionários da instituição financeira que viessem a se aposentar. Por meio da REGIUS, foi criado o fundo de pensão para suplementar as aposentadorias obtidas por meio do INSS, ao final de um período de trabalho de toda a vida.

 A ANEABRB é parceira da REGIUS e Instituidora do Plano de Benefícios BrasíliaPrev. Elaborado na modalidade de Contribuição Definida, é destinado a associados, participantes e familiares dos associados da ANEABRB e AABR até o 3º grau, nos termos da Resolução CGPC nº 12/2004, de 17/09/2002.

Quais as vantagens para os associados?

  • A adesão é gratuita, sem custo de ingresso.

  • Planejamento do futuro, permitindo manter o mesmo padrão de renda que tinha antes da aposentadoria.

  • Obtenção de rendimentos superiores aos da poupança e de outras modalidades de aplicação financeira.

  • As taxas de administração cobradas são menores em relação a planos de previdência abertos oferecidos por bancos e seguradoras.

  • As contribuições são dedutíveis do Imposto de Renda (até 12%) e, na fase de acumulação de recursos, não há incidência de IRPF sobre rendimentos.
     
    Para aderir ao plano, clique aqui.